Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SER FLOR DE SAUDADE



Nasci de um botão de eternidade
Fendas abriram-se em minhas pétalas
Talhando um novo formato à vida
Fiz-me misto de saudade e pranto
Embalei os sonhos de todo meu tempo
Disfarcei a dor, em cândidos versos
Cresci embebida no néctar de meu cálice
Sorvi todos os sabores oferecidos à flor
Ofertei todos os aromas destilados pelo amor
A existência desenhou meu rumo
E num outono em andamento, murchei-me
Como flor a se despetalar ao vento
Caída ao chão, sobrevivi, pois em adubo
Tornei-me e minha essência perpetuou-se
A construir outros poemas de saudade a amor

Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 03/04/2005
Código do texto: T9510

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916769 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:53)
Denise Severgnini