Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOR INSANA.


Num gesto de amor,
Pra aliviar meu pesar,
Suplicas minha dor.

Não ousaria tanto.
Minha dor transferir.
Uma transfusão de dor.

Não há como consentir,
Seria insanidade minha.

Acalmo-a
Nos meus versos,
Nas rimas,
Lendo o que me escreves.

Não me peças
Isto.
Serei desobediente,
Menino pirracento.

Dor que sinto
Agora latente
Provoca a minha mente
E num turbilhão de rimas
Me faz nascer
Mais um poema.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 06/01/2006
Código do texto: T95419
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25271 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:39)