Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BALADA ÍNTIMA

Inteira,
a namorada espera
pelo mais definitivo dos beijos.

A claridade dos teus olhos,
confusa com a minha claridade de enamorado,
mistura-se num frenesi de roupas ao ar, sem cabides,
enquanto hálitos excitam línguas
- suaves, mornas, molhadas -
prontas para o acasalamento das bocas.

Beijo!

Inteira,
a namorada espera
o mais definitivo dos afagos.

A curiosidade dos teus seios,
maduros, amante da suavidade do homem
a tornar-se mais bicho a cada peça que cai, findo o pano,
desse corpo que tanto interessa
ao passeio das mãos
- involuntárias à procura -
por corpos, até então, jamais encontrados.

Abraço!

Inteira,
a namorada espera
pela entrega mais definitiva.

E empolgo-me tão silenciosamente
nesse ruidoso barulho do silêncio,
que nem percebo as coxas entrançadas,
os suores escorrendo sem ter limites,
nem a suavidade dos movimentos.

Encontro!

Inteiro,
corpo saboreando corpo,
alma sentindo alma a gosto,
na perplexidade do amor perfeito
gasto-me, sem calar emoções inteiras.

Ah, homens de pouca intimidade,
se entreguem aos beijos, aos abraços,
mesmo que não haja maturidade para assumir
o corpo da mulher mais íntima: a inteira consumada!
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 06/01/2006
Código do texto: T95454
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:31)
Djalma Filho