Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁFRICA EM FLORES

AGOSTINHO NETO

O meu único orgulho
é sentir a África descoberta
no meu continente de ervas.
Este tão afamado canteiro
de pérolas.
Este homem que nasce
entre uma batalha e um
poema de vida.
O meu único orgulho
é não sentir orgulho
de mim,
e sim desta África em
nome de selva e de fruto.
Não morre a mesma
vertente de poemas,
não morrerá esta origem
que cerca a sinceridade
da bandeira do mundo.
Nossas aves celestes não
comemoram só o brilho do céu,
e sim a terra descoberta destas áfricas
em flores, em descobrimento de sensíveis raízes...

.......................
Há um canto da mesa
em que o poema prossegue,
sorrindo para a vulgaridade.

.......................
Eu próprio me condeno
perante a poesia de
tudo...


PRESÉPIO

Se me permitirem
um espaço,
que eu festejo o
tão original presépio dos
pacíficos.
Que eu comemore
este presépio,
atirando-o no precipício
onde flutuam palavras
e seres.


FERNANDO MEDEIROS
 verão de 2006

FERNANDO MEDEIROS
Enviado por FERNANDO MEDEIROS em 07/01/2006
Código do texto: T95632

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor Fernando Medeiros e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/fernandomedeiros). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FERNANDO MEDEIROS
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
155 textos (8752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:08)