Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***Meu interior***

***Meu interior***

 

Olhando a lua perdida no céu entre as nuvens

Fico a observar, a imensidão a seu redor.

Resplandece pequenos raios de luz,
que doura nossas horas,e alimenta nossos sonhos...

Nos eleva ao auge do amor e fantasia.

Que contagia ate mesmo as andorinhas,

que cantam hinos de amor diante de mim.
E logo me vem as lembranças de tempos que não voltam mais, assumo a posição mediante as lembranças...Doces recordações que me faz delirar e voltar a um mundo perdido dos olhos do tempo...

Mas nunca esquecido do pequenino mundo do coração que guarda e reflete todos os mistérios que existe no fundo de uma mente, e que alimenta minha alma, me transformando no que sou...

Tirando de minha vida toda existência de dor ou algo semelhante...

Em êxtase de amor e felicidade constante,

retorno a mim em sonhos de amor e vislumbro na felicidade constante da minha realidade...

Transmito a minha geração o amor em forma de vida,

um verdadeiro manto sagrado aquece minha alma e purifica meu coração, tirando toda tristeza e qualquer vestígio de dor.

Esta e uma longa viagem que tenho que fazer
em um curto período de tempo...

O qual eu deverei transmitir aos corações muita paz e amor... Esta e minha missão

E dar a eles o verdadeiro encanto da vida

 

 

Autora Nadir Vilela
(direitos autorais reservados a autora)
Em 02-09-2005 Brasil-Itatiaia-Penedo


 

 

Nadir Vilela Poetisa
Enviado por Nadir Vilela Poetisa em 08/01/2006
Código do texto: T95867

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir Vilela Poetisa
Itatiaia - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
572 textos (84745 leituras)
63 áudios (23024 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:39)
Nadir Vilela Poetisa