Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Haja

Haja versos que não sei
mas, se me sabem, me calam.
De alguns, que sei, me desfaço,
limites, quebro em pedaços.
Versejo em mim sem lei
de mim e da poesia,
aquelas, que talvez estejam
nos canteiros dos jardins,
onde, entre rosas, jasmins
sou, no depurar da essência,
flores  que fermentam em mim.
Haja versos que não sei!
Haja a santa paciência,
necessidade, vaidade,
prescrever eternidade
ao derramar poesia,
nestes frascos de agonia!
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 09/01/2006
Código do texto: T96432
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11466 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:32)
Elane Tomich

Site do Escritor