Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SIMPLES MORTAL

SIMPLES MORTAL*
® Lílian Maial


Ah, meu poeta, tu te embriagaste,
Com essa vizinha que te perturbou.
Era uma deusa, acaso a apagaste?
Tão provocante, que me enciumou...

Se é pra morrer, que seja em solo santo,
Sabendo às claras tudo o que me cabe,
De que me valem promessas e pranto,
Se desse amor o teu amor não sabe?

Buscar um deus não foi o meu intento,
Se não sou eu que olho o apartamento,
Me engalanando a um corpo escultural.

Sou pé no chão e não me entrego à toa,
Sou companheira de sol e garoa,
Sem teu amor, eu sou simples mortal.


************

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 10/01/2006
Código do texto: T96606

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248684 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:46)
Lílian Maial

Site do Escritor