Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


INCONSCIENTE POEMA


Refugio-me nos porões do inconsciente
E encontro o eco de tantas sensações...
As pessoas passaram.
As sensações não.
São elas que nos aprisionam
Não as pessoas.
Pessoas são pássaros-arautos que voam
Por sobre nossos dias,
Descansam junto a nós
Num breve pouso,
Deixam notícias
E seguem viagem...
Umas boas,
Outras doídas...

Sensações.
Separá-las dentro de nós
É uma arte difícil
Para os poucos artistas
Que a vida produz...
Somos muitos aprendizes
A misturar os matizes
De doçura
(separar a ação)
De amargura.
Pintores principiantes,
Malabaristas em treino,
Atores de feiras,
Músicos diletantes.

Refugio-me nos porões do inconsciente
Porque no labirinto de meus mares
Talvez encontre a âncora
Para atracar meu barco
No porto que quero,
E, serena,
Poder repousar.



São Paulo 18SET2005

KATHLEEN LESSA
Enviado por KATHLEEN LESSA em 10/01/2006
Reeditado em 26/10/2013
Código do texto: T96830
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
KATHLEEN LESSA
São Paulo - São Paulo - Brasil
3682 textos (2128220 leituras)
14 áudios (7337 audições)
36 e-livros (47493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:14)
KATHLEEN LESSA