Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais um fim de semana na praia...

Exaustiva sexta,
Dessas cheia das durezas do cotidiano,
Uma certa esperança de acaba mais cedo,
Uma certa esperança...
Tudo caminhava para um fim tranqüilo,
Um gozo próximo, prazer aberto,
Contando os minutos
Mas se alguma não vai bem, porque iria,
Nova viagem sem programação,
Lógico a companhia era mais que agradável,
Mesmo repartindo o cansaço da semana,
Extremamente agradável,
O sono nos toma durante o percurso,
Ela se deita no meu ombro,
E dorme exausta, faz bem,
Os transtornos ficam para outra conversa,
Fome, sede, calor, falta tudo, falta um banho, roupas limpas,
Falta mais ânimo para acompanhar o show,
Sobram problemas, dores, sono e cansaço,
Ainda temos a praia, linda, refrescante, convidativa,
Nosso amor platônico viaja nas brumas daquelas ondas,
No brilho apaixonado das estrelas dentro da calmaria da noite,
Não nos faltou tesão, muito menos tempo,
Faltou o banho, uma cama limpa,
Não nos faltou desejo, isso nunca nos falta,
Gozamos só de ficar olhando para as estrelas,
Gozamos com os beijos furtivos no meio da noite,
E voltamos para nossa cidade,
Sem se dar conta de quanto estávamos cansados,
A dor do sono só não foi maior que a dor de não colocarmos nossos desejos em primeiro lugar,
Pode parecer a mais absurda loucura,
Eu aqui, de frente para a tela, suando, mais um cigarro acesso, depois de nem sei quantos,
Querendo que ela estivesse aqui, massageando minhas costas,
Lendo e rindo de minhas divagações,
Beijando-me, de mordendo, me amando,
Ela, contudo, cumpre com a sua obrigação,
Até me ligou, falando que ia tomar um sorvete,
Acredito que sua vontade bem fosse outra,
Talvez a mesma vontade a que tanto nos aproxima,
A nossa loucura,
Quem sabe no futuro, se é que algum for isso possível,
Ela traga definitivamente o seu Jardim secreto,
Para aquela minha pequena & insólita Ilha,
Isso com certeza não passa de mais um sonho,
Tanto já falamos sobre isso, tanto & tanto,
Sei dos seus planos de futuro,
Ela conhece a maior parte dos meus desejos,
E nisso temos idéias conflitantes,
Que podem até nos levar para outros caminhos,
Mas isso é futuro, talvez mais distante do que até desejamos,
Talvez tudo mude amanhã, talvez, talvez...
Talvez... Quem sabe o que pode realmente acontecer...

Desabafos 2 – 1999-2000
Peixão
Enviado por Peixão em 04/04/2005
Reeditado em 31/07/2009
Código do texto: T9698
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:17)
Peixão