Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR VERDADES!

Sempre que construí alguma coisa
Foi mais que um castelo de cartas
De rebuscadas que fossem
Tantas esperanças sem pressa
Tratei as aparências com finas cores
Imagens para brilhar os olhos
Sonhos que pudessem se realizar
Muitas esperanças sem pressa
Quando retrocedi, mero contorno...
Pois seguir sempre em frente
É uma obstinação premente
Se pausar a esperança, é sem pressa...
Amores, afagos, carinhos, o bom da vida...
Cada peça que construí de um trabalho
Paciência para os descontentes
Lúdicas imagens mesmo sem pressa

Por tantas verdades que construí
As mentiras caíram como cartas
Se, uma lágrima fomentei...
Eram por vagas respostas, sem pressa.

Caminhei até a nau e vi o mar vistoso.
Um caminho é tão bom quanto outro, basta estar feliz!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 11/01/2006
Código do texto: T97495
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:01)
Peixão