Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Chamado Do Poeta

Sentado Ao Luar
Pensando Na Vida
Esperando Lentamente A Vinda Da Morte
As Dores Fluem Como Rios Em Minha Mente
E Então As Palavras Vêm Como Furacões
E Aos Poucos A Mente Sussurra Doces Combinações
E Aos Poucos Vou Aliviando Meu Fardo

Quando Se Ouve O Chamado
Nada Mais Importa
Nada É Como Realmente Deve Ser
Um Delírio Repentino
Que Expele Pensamentos E Dores
O Chamado Do Poeta

É Como Uma Obrigação
Algo Do Qual Não Se Pode Fugir
A Vida Em Momentos Sutis Nos Faz Perceber A Hora De Pensar
Nos Faz Perceber A Hora De Lavarmos Nossa Alma
Jogando O Lixo , Jogando As Dores Para Fora De Nosso Corpo

Não Se Pode Fugir
Basta Ouvir E Deixar O Vento Circular
Deixar As Ondas Seguirem Seus Rumos
É Como Uma Sinfonia Hipnótica
Que Nos Prende Em Total Inércia
E Aos Poucos Vamos Nos Livrando Das Impurezas

Um Grito Seco E Agudo
Que Nos Faz Pensar Em Tudo

Nos Torna Aos Poucos Pessoas Melhores
E Então Toda A Nossa Vida Muda

E Não Há Por Que Não Tentar
Pois Isto Nos Alivia

Seja A Hora Que For ,
Seja Onde For ,
Seja Como Estivermos . . .

Sentado Ao Luar
Olhando A Chuva Cair Pela Janela Da Vida
Olhando As Nuvens Se Dissiparem No Imenso Céu Azul

E Isso Me Faz Melhor
E Isso Nos Faz Melhor

Nada Como Ouvir ,
Ouvir O Chamado Do Poeta
Kleiner Teufel
Enviado por Kleiner Teufel em 12/01/2006
Código do texto: T97641

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kleiner Teufel
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
27 textos (2194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:51)
Kleiner Teufel