Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Subimos nas estrelas de novo,...

Subimos nas estrelas de novo,
Sentimos o corpo se multifacetar
Ao som do primeiro gozo,
Com todos os tons do infinito,
Com todo o calor das profundezas de nossas mais íntimas entranhas,
Sentimos a pele esticar, & esticar...
A falta de ar cada vez mais presente,
O meu & o teu riso,
A nossa orgia sagrada,
Esquecendo as dores do mundo que ficou de fora,
Sem pressa, sem medo, sem temer a vergonha,
Ah! Posso ouvir o teu coração batendo forte,
E sentir o tempero do teu suor em minhas mãos,
O calor do teu corpo envolto ao meu,
A luta feroz de nossas línguas,
Tua boca voraz me engolindo,
Minha mão penetrante em suas pernas & coxas,
Sim, também sou voraz,
Nossos corpos se dividindo, & se fundindo novamente,
Nessa simbiose de orgasmo & beijos,
Meu tesão crescente & espáduo,
Fazendo-te subir de novo para as estrelas,
E eu, passageiro nessa viagem maravilhosa,
Deleito-me com o seu prazer, todo o seu prazer,
Prazer de ser tocada, beijada, amada,
Prazer de conversar, de falar comigo,
De tomar um café, repartir a água & o cigarro,
De tomar a minha bala na boca,
De sentir o meu cheiro logo de manhã,
Tremendo no seu gozo sempre colada em meu corpo,
Suplicando que eu pare, pois você quer o ar que não encontra no ar,
Vibrando ao sentir o seu cheiro, mesmo depois de horas & distante,
Sentindo na solidão do meu quarto a maciez da sua pele,
E a força do seu pensamento me querendo por perto,
Mais perto, bem perto, todos os dias,
Amando cada momento dividido,
As poucas palavras escutadas,
E o frescor do novo encontro lá pelas 10,
Seu beijo de boa-noite, de vai com cuidado,
O seu “até amanhã, meu amor”,
Ou mesmo, “um ótimo fim-de-semana”,
Para ficar olhando às estrelas,
Contando nossos átomos separados,
Voltando para a nossa realidade,
Esperando outro momento
Para essa gloriosa explosão...

Peixão89
Desabafos 2 – 1999-2000
Peixão
Enviado por Peixão em 04/04/2005
Reeditado em 02/08/2009
Código do texto: T9767
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:37)
Peixão