Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Templo Vazio da Alma

Miro o céu noturno
Choro ao ver estrelas cadentes
esmagadas pelo chão
Suplicando ao mundo
uma gota de consolação
No templo vazio da alma
a dor perambula
Agasalha-se nos braços da solidão
Ecos vazios soam na calada da escuridão
Abutres negros escarniçam
o enrugado coração
Pisam o ser sem  compaixão
O olhar congelado no tempo
afoga-se na taça da desilusão
O pensamento voa solitário e
sem direção
A tristeza chora diante dos sonhos
Recebe a benção da extrema-unção
Beija o adeus de mais uma ilusão!

27/09/2004
Zena Maciel
Enviado por Zena Maciel em 04/04/2005
Código do texto: T9775
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zena Maciel
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
239 textos (6625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:01)
Zena Maciel