Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sempre iniciamos novas buscas...

Sempre iniciamos novas buscas
Procuramos o inatingível
E se não alcançamos
Começamos de novo.
Pede-se uma árvore,
Pede-se um livro,
Pede-se o previsível,
E pouco nos dão em troca
Pelo tão pouco que peço,
Pelo tão pouco que pedimos.
O caminho pode ser tortuoso
Mas seguiremos em frente.
O olhar perde a vista
No horizonte que se descortina
A areia bate em nossa cara,
Com a intensidade do Sol
E tão pouca água sobra em meu corpo
Mas continuo assim mesmo
Hoje dei mais um passo,
Ainda melhor por não estar sozinho.

Peixão89
Leves Fragmentos – 1999-2000
Peixão
Enviado por Peixão em 04/04/2005
Reeditado em 14/08/2009
Código do texto: T9815
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:21)
Peixão