Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Óleos Perfurantes!

Pagamentos restantes sem filas
Aviltante demanda de meios
Germes invadem as alfândegas
Partidas cobrindo todos os recantos
Asfalto rompido cala o trem
Azougue para rotas fluviais
Destino checado, dinheiro à vista...
Formas, conteúdos & conspirações!
A cara nem fica vermelha, riso amarelo...
Cavas distintas proibindo o absinto
Porque mais caro se pode ser mais caro...
Vilipêndio agregado para taxas & impostos
Sistema discado totalmente ultrapassado
Coleta mensal de danos atribuídos
Investiduras indecentes de cargos & cargas
Parada obrigatória a título de obrigação
Operações reajustáveis de escândalos venais
Da terra achada a farta dependência
Trocadas as moscas, sobra vil metal...
Falas matreiras, o tapa esconde a mão...
Pegadas descaradas, cheiros & ervas!
Procedência duvidosa & outros contrafeitos
Agonia silenciosa engole taxas & impostos
Dispêndio de riquezas, abalos projetados...
Crise para a saúde dopada
Água nas canelas, lixo na rua...
Pessoas inscritas nas escolas para aprovação
O sujeito & sua dependência até o fim da vida
Inseguro social na fila do banco
Políticas libertinas, escarro geral...
Traficantes engravatados na coluna social,
Revólver meia-boca na ação judicial,
Aparições televisivas apontando feridas
Escondem o câncer dentro da família
Falidos & contemporâneos em sacramentos hostis
Florestas crepitantes, seca induzida no Amazonas,
Originais que vingam infantes mecenas
Feudos modernos para novos contratos
O cerne que fere & rasga os sentidos...


A pouca palavra que mira a história que sempre se repete!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 13/01/2006
Reeditado em 28/12/2006
Código do texto: T98330
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:01)
Peixão