Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Incoerência


A obsessão que hoje me fascina
Faz desse mar um querer que alucina
Vejo-te em formas de diabo e anjo
Vejo flores e espinhos em mãos de arcanjos.

Sinto o cheiro do amor pecado
Dores pelo amor calado
Sonhos azuis e pesadelos pardos
A calmaria do mar e desertos áridos.

Faz-se a incoerência delirante
O tormento do sonho inconstante
O mar que refresca o corpo eleito
A ausência, fel que amarga o peito.



14/01/06

LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 14/01/2006
Reeditado em 26/04/2008
Código do texto: T98751
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
863 textos (158639 leituras)
2 áudios (428 audições)
7 e-livros (1313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:15)
LuliCoutinho