Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NIILISMO?!...

                              NIILISMO?!...


Há sentimentos arquivados no meu peito,
desejos desirmanados e sem jeito...
Há ilusões perdidas,
decepções e feridas...

E ainda emoções dolorosas, contrafeitas,
sensações ardorosas já desfeitas...
Há ocultas dores
e incultas flores...

Estranho não sentir no peito o meu coração.
Tal ausência respeito. Fico em oração...
Mas estou fria.
Sinto-me vazia...

O meu próprio ser parece não estar comigo.
Começo a ver que nada tenho, nem abrigo!
Estou tão sozinha...
O meu eu...definha!

O que farei com as minhas sensações,
como me livrarei de tantas emoções?

Como alterarei as minhas convicções,
como aceitarei as inevitáveis rejeições?

Sem Amor,
sem beijos,
sem desejos,
instala-se o torpor...

ou a crença impoluta...

A vida torna-se Nada.
A ilusão terá a cor do Nada
o sonho passa a ser Nada,
será a redução ao Nada...

ou a descrença absoluta!...
















HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 14/01/2006
Código do texto: T98835
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:21)
HELENA BANDEIRA