Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CABEÇA DURA.

 - Cabeça dura!
Reclamava o martelo, dizendo que o prego não colaborava.
- Bato, bato em você e nada. Não penetra um milímetro.
Por sua vêz, o prego esquentado dizia do martelo a mesma coisa.
- Cabeça dura! Bate, bate e nada. Não me faz penetrar neca de pitibirida.
Embora a madeira nada falasse, sabia do seu ofício (ser penetrada, por uma boa causa de carpintaria) concluiu que dois cabeças duras nunca se entendem.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 14/01/2006
Código do texto: T98931
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25267 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:55)