Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Beijos aos Bruxos

Beijos aos Bruxos,
que ordenam as partidas,
as derrotas, as conquistas.

Beijos aos Bruxos, que impedem
o impasse, o passe, que me pedem
o ataque, no momento do enlaçe.

Beijos aos Bruxos,
que fabricam perfeição,
que exalam emoção,
que esquentam noites frias,
que acorda a covardia.

Beijos aos Bruxos,
inquietos e selvagens,
sábios, loucos, pensadores,
que imperam a Vontade,
que massacram os cantadores.

Beijos aos Bruxos,
que me rezam ao dormir,
que se entregam sem sentir,
que desfazem dos colares,
emudecem meus olhares.

Beijos ao Bruxos,
que da noite, se faz dia,
com extrema alegria,
do sangue agora escorrido,
que controlam meu destino,
antes mesmo de menino,
cabisbaixo e faminto,
de afeto e de carinho,
de tabaco e vinho tinto.

F. Pinéccio
25/11/2005
00h41m
Pinnas
Enviado por Pinnas em 15/01/2006
Código do texto: T98988

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do Autor da forma que segue: Fernando Pinéccio, editor do Megaphone Tabloid (www.portalmegaphone.com.br)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pinnas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
46 textos (14842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:43)
Pinnas