Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Há nesses dias

Há nesses dias
Uma fome silenciosa
E assassina,
Chove uma chuva
Que chora todo o céu
Em negro cinza.
Pelas frestas
O ar violentando as paixões.

O sussurro úmido
Pelas ruas desertas,
Pequenos desejos
Coisas nuas:
Os olhos que tiraram a carne das coisas.
Sonhos vão sendo estuprados!
Rasgados... (aí, a chuva vira vermelho)
E tudo que vive é devorado
Mastigado, digerido
Excretado!
Harley Dolzane
Enviado por Harley Dolzane em 15/01/2006
Código do texto: T99048
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Harley Dolzane
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
56 textos (7793 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:21)
Harley Dolzane