Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Buscando razoes

BUSCANDO  RAZOES
 
Eis-me aqui novamente
e cada vez mais descrente
sem forca e sem direcao;
eu entro na tua Igreja
e por mais crente que eu seja
nao encontro a relacao.
 
Se es o filho primogenito,
se es tambem unigenito
do dono da criacao.
Entao, como posso, me diz,
ser filha da mesma matriz,
e seres tu... meu irmao?
 
Se es filho do Criador,
bendito possuidor
da terra que dele herdou;
Porque a deixas em chamas?
E a mim que tu enganas?
ou teu Pai que te enganou?
 
Se pensas que e sofrimento
razao pra padecimento:
martirio de cinco chagas.
Nao conheces nossa dor,
nao vivestes sem amor
nao sabes das nossas sagas.
 
E foi por mim sua morte?
Entao, cade minha sorte?
Em funcao do teu azar?
Nao vejo nenhuma luz
nos pregos da tua cruz
se sou eu a carregar.
 
Desculpe a intimidade
Perdoa a ingenuidade
Mas vivo a duvidar.
Se pecado eh sinceridade
Usa da sua bondade
E convem me perdoar.
 
Seu silencio desespera
seu olhar me deixa a espera
de encontrar uma razao.
Abaixo a cabeca triste,
como se "eu" nao existisse
dentro do meu coracao.
 
E quando estou  de saida
daquela Igreja escolhida
Pra duvidas minhas tirar.
0uco uma voz meio longe,
alguem, afinal, me responde,
e se poe a sussurrar:
 
"...Se tivessem me escutado,
teriam outro resultado
pra cada situacao.
Mas usam de tanta maldade,
de tanta desumanidade
Que nao resta solucao.
 
Vai filha, desconsolada,
mas nao va desnorteada
leva um alivio de vez.
Quando na cruz eu morri
Dei exemplos pra seguir
Cristo agora... sao voces.

Rosa Maria Dias - (Jotapati)
jotapati
Enviado por jotapati em 16/01/2006
Código do texto: T99507
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
jotapati
Estados Unidos
32 textos (1693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:34)