Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Revolução


Revolução
De Iolanda Brazão


Penso que enlouqueci... Pirei de vez
Nem sem mais em que pensar
Meu pensamento  desconfigurou
Junto com  meus pontos de vista
Valores de uma vida
Que agora,nesta louca hora
Não fazem mais sentido
Na verdade me privei de viver
Deixei o tempo passar correr
Acreditei em uma mentira
E vivendo nesta ilusão
Descubro  a verdade
E ainda assim, massacrada pela vida
Não ouso ousar
Outra vez descubro que a verdade
 É uma grande mentira
Não sei mais o que fazer...
No entanto preciso me aventurar
Entregar-me, extravasar este amor
Trancafiado no fundo do  meu peito
Não vou mais me anular
Desta vez eu quero e vou amar
Sem peso, sem medida!
Não vou acreditar em meias verdades
Vou conferir tudo pra valer
Chega de tantos pudores
Meia luz, poucos amores
Eu quero ouvir o sino tocar
Vou gritar, gemer, rolar
Tenho que  me libertar
De padrões, normas, valores, sei lá o que
Eu quero e preciso  amar
Mesmo que a verdade seja mentira
Mesmo que a mentira seja verdade.


Iolanda Brazão
Enviado por Iolanda Brazão em 16/01/2006
Código do texto: T99710

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iolanda Brazão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
343 textos (32021 leituras)
3 áudios (627 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:25)
Iolanda Brazão