Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amo!

Amor!
Amor!
Inunda minh'alma!
Dá a esta peregrina
esta sensação de que nunca passarás!
 
De que sempre estarás comigo,
Hoje, amanhã, no futuro,
no presente!
Inunda minh'alma!
 
Coração amado,
lábios velados,
ouvidos abertos,
sexo saciado!
 
Poros dilatados,
olhos enternecidos,
boca na tua,
silêncio na alma!
Amor!
Inunda minh'alma!
 
Não me deixes ,
nem por um momento,
minha vida na tua,
paz do meu  Amor,
resquício de poesia!
Vem!
Inunda minh'alma.
 
E faremos,
neste entardecer
um acalanto de amor
que eterno será
enquanto viver!
Vem, Amor,
Inunda minh'alma,
para depois,
Morrer!
 
Eda Carneiro da Rocha

Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 06/04/2005
Código do texto: T9980

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:05)
Poeta Amor