Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Remédio

Um dia, quando partiste,
fiquei triste, a meditar...
Ninguém, no mundo, resiste
à dor cruel de esperar!

Se é que o amor existe,
é difícil de encontrar.
A gente pega, desiste
e não quer mais procurar!

Mas estou, já, consoçado,
já não choro, desolado,
a nossa separação:

para, em paz, poder viver,
para nunca mais sofrer,
sepultei meu coração!...
Julio Sayão
Enviado por Julio Sayão em 17/01/2006
Código do texto: T99866
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Sayão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 93 anos
65 textos (39426 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:01)
Julio Sayão