Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A POESIA É O QUE ME MANTÉM DE PÉ

o céu estava claro,
e eu mentia para mim mesmo
a estrelas giravam,
e eu fingia ouvir
a voz da eternidade

minhas mãos estão cansadas,
minha cabeça pesa,
o mundo está perdido

sou um peixe fora da água
tentando sobreviver na selva de idílios traficados
a cidade está em paz
meu espírito não está

o mundo vai explodir quando o outono chegar
a poesia estará extinta
depois de mais verão sem sol

o fim do mundo é ali
onde a esperança perdeu as botas
a poesia me salva
me condena
me alívia as dores
é o que me mantém de pé
MAXIMILIANO DA ROSA
Enviado por MAXIMILIANO DA ROSA em 26/02/2006
Código do texto: T116417
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MAXIMILIANO DA ROSA
Imbé - Rio Grande do Sul - Brasil, 43 anos
24 textos (925 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:20)
MAXIMILIANO DA ROSA