Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORTE FRIA


Participei do teu sepultamento
Ao  meu coração sofredor,
Pensas que foi fácil ver-te ir embora...
Tu foste um príncipe que me encantou.

Chorei um choro oculto,
Ora gritava, por ser mais um insulto,
Que o destino preparou
Fazendo-me amar como minha alma o amou.

Que traiçoeiro é o tal do amor
Agente se prepara, chega a esconder a alma.
Mesmo assim, ele a achou,
Apedrejando a minha dor...

Mas, o que dizes deste sinônimo.
Concordo que és um deserto só,
Será que saberias o significado,
Se algum dia não o tivesse encontrado.

No  momento que eu aqui estou,
A desfilar alegorias
Sentindo o prazer de te amar,
E sofrendo por não Ter  mais fantasias.

Assim,
Participo, o teu nome ao infinito.
Também ao silêncio assustador,
Deixe-me sorrir novamente
- fantasma, que me aprisionou.

Se foste a vitima oriunda
Do pensamento ora vagante,
Não temas a inquietude
Desta passagem horripilante.

- Morrer,  quando posso te dar amor,
Mostrar-te-ei os lírios, o rio...
Até o desabrochar de uma flor.
Mas não quiseste ouvir-me
E  foi assim no vazio, que partiu, mim  deixou...

Morte oculte minha lagrimas,
Fácil, encontrar-me nesta agonia.
Pois entreguei a ti toda a esperança
Da felicidade que no meu  coração existia

Morreu minha alma friamente...
No domínio  deste espaço vazio
Seria sossegado não  te encontrar,
Nunca mais, neste mundo sombrio.

Enterrei todos os pensamentos,
Tudo o que me faz lembrar,
Por último joguei as flores
No túmulo  a fechar.

E agora  só resta-me chorar.
Por não quere-lo mais em meu coração,
Restou-me vivas às lembranças,
Da felicidade que tivemos um dia.


Ainda choro, urro em gemidos.
Todas as noites na escuridão
Assim como fez-me reviver um dia,
Em minutos  matou meu coração.

Triste destino  encravado  no peito
A dor do punhal a perfurar...
A ironia de um amor encantado
Que o coração não sabe mais perdoar.


Morgana Rosa
Enviado por Morgana Rosa em 19/11/2004
Código do texto: T146

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Morgana Rosa
Salvador - Bahia - Brasil
248 textos (11185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 08:51)
Morgana Rosa