Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FRAGMENTOS...


Introspectiva  recolho meu silêncio
Guardo na alma tua resposta,
Para não ficar no pensamento
E cair nas garras do esquecimento.

É, ainda importante sentir este sentimento,
No momento só o guardo
Mas em prantos há o lamento,
De recolher estes fragmentos.

O qual nunca me deste no presente
Esta resposta que tanto queria,
A cerca  das tantas agonias
Que fizeram chorar sem um alento.

Recolho como sim, agora aliviada.
De não pertencer mais a tua angustia.
Fustigar o conflito ao longe
Deixa-lo lá quem sabe guardado,
Pra um dia busca-lo e revolvê-lo.


Esta equação de querer tanto te Ter
Sem mais uma gota  de sofrimento.
Buscando todo o esplendor
Há que nostalgia...

Embebeda a alma nas tuas ousadias
Com colher de chá, sorvo as revelias.
Que  ainda podemos Ter um dia....

Recolho e guardo , mais tarde abrir o verbo,
E encontrar ali no fundo inquieto
Pra fazer parte de ti novamente,
Enfrentando este fantasma ainda existente.

Pois a tua morada vai além do que imaginas,
Quando quiseres pensar – pego-a de volta
Trago ao espelho do eu, pois, inda  guardo,
Pra  já  saber qual foi a resposta...

Ai, sim, tu podes ir embora
Mesmo assim recolherei às lembranças,
Guardarei  em vaso transparente
Pra quando olha-las ali friamente,
Aliviada sentir que houve uma história...








Morgana Rosa
Enviado por Morgana Rosa em 19/11/2004
Código do texto: T147

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Morgana Rosa
Salvador - Bahia - Brasil
248 textos (11204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:49)
Morgana Rosa