Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu marcho pra morte, se preciso...

Olhe pra mim. O que você vê?
Meu semblante, nada interessante,
de quem chora, implora por saber
Tal qual amante, do menos importante
Mas que ainda pretende viver.

Diga-me qual caminho seguir
Em qual estrada lhe encontrarei, cansada
De tanto me achar pra depois fugir
Em qual caminho, rua, estrada...
Pra onde eu vou quando sair?

Eu marcho pra morte, se preciso
se é que ainda estou em outro caminho
Marcho pro céu, onde não vejo Narciso
Ou para o inferno, mas vou sorrindo
E quando eu for, pro (teu) sofrimento,
eu aviso.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 12/05/2006
Código do texto: T155021

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30823 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:15)
Júnior Leal