Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fatura do Insano

Saí correndo, não queria mais ouvir aquela voz me perseguindo
Acabando com todos os meus planos, bem mais que vinte anos
E ainda tenho medo do escuro
No meu quarto sempre me sinto só e ainda é pior
Ter que viver sem ninguém pre te notar...

Meus remédios não fazem mais efeitos, são vozes, vultos, gritos
Eu não consigo mais me controlar
Minha vontade, meu senso inseguro
E ainda estou no escuro
Sem ter ninguém pra me notar...

Sou incostante por natureza mutável
Vou ter que evoluir mais uns mil
Sou muito fraco, ignorante por não ler a bula
De meus remédios controlados

Além de tudo meio ofegante
Vou gritar bem alto pra você me notar...
Sozinho juntos, nesse escuro que me aprisionou
E agora quer me matar...
B
Enviado por B em 22/05/2006
Reeditado em 24/05/2006
Código do texto: T160776
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
B
Fortaleza - Ceará - Brasil, 27 anos
32 textos (1110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:09)
B