Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOL DE OUTONO

    Cálido, caliente
    esplendor em cascatas de luz
    sou folha errante
    neste dia de brumas delicadas.
    Em sinuosos movimentos
    construo a dança
    dos tempos.
   
    Minh'alma se espreguiça
    ao teu abraço.
    Sou toda claridade
    ao som dessa sinfonia
    de folhas alteradas.
    Na minha trilha
    tapete multicolorido
    resíduos com cheiro da terra.

    Meu astro, estrela dourada
    que ilumina os trigais
    Deus onipotente, disco resplandescente
    que espanta o nevoeiro
    e risca o arco-íris num céu semi-obscurecido
    diante de ti enlangueço.
    Meu sol outonal, traz-me memórias
    de séculos, milênios,
    de derradeiras visões no campo de batalha.
    Jardins perfumados
    tamareiras, palmeiras
    oásis no deserto.
    Janelas iluminadas, beijos, mãos dadas,
    contornos de luz que revelam
    definivamente
    clareiras incandescentes
    reflexo de águas cristalinas
    doidas marés
    insetos zombeteiros
    perfis, o corpo inteiro
    um lenço, a fera , o tiro
    e a lágrima dos dias tristes.
   
    Em dias de outono descubro
    o novo em tudo que já vi,
    em minh'alma recantos inusitados
    alegrias novas nas histórias antigas
    as pessoas mais amigas
    as tristezas esquecidas
    até as certezas se abrandam
    os temores arrefecem
    a saudade se desmancha
    a natureza estremece
    nesta estranha contradança.
   
tania orsi vargas
Enviado por tania orsi vargas em 29/05/2006
Reeditado em 14/04/2008
Código do texto: T165341
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
tania orsi vargas
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
742 textos (50133 leituras)
4 áudios (506 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:38)
tania orsi vargas