Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

poema para a noite de número 2

abriam árvores e flores,
a grama se estendia nos jardins,
havia igrejas, não promessas,
uma noite de jasmins e rosas negras,

o céu espalmado de nuvens,
o fecho de nuvens,
chuviscos,
confundia a mente com as névoas
e os abismos,

eram letras na cúpula insone,
cerradas
para o tempo da chuva,
era o tempo de moldar a terra
e beber-lhe do néctar
a flor.
andré boniatti
Enviado por andré boniatti em 04/06/2006
Código do texto: T169514
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
andré boniatti
Corbélia - Paraná - Brasil
289 textos (45276 leituras)
17 áudios (918 audições)
12 e-livros (733 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/17 21:48)
andré boniatti