Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUAS D'ÁGUAS, AVES E CANOAS

Já recolhi minha rede,
abandonei os peixes,
desisti das marés

- Casa, comida e carinho
fazem parte da história
são pedaços de mim. -

E na descida do rio
deixei o meu remo afogar.
Não sei aonde estou indo
só sei que estou indo,
pretendo chegar.

E na vazante da Lua
sou prata escura
oculta do Sol.
Céu meio azul, meio cinza
comportando as dores de anos atrás.


D.V.
20/01/92

Copyright © 2003-2006 Dulce Valverde
All Rights Reserved
DULCE VALVERDE
Enviado por DULCE VALVERDE em 29/06/2006
Código do texto: T184208
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e link para o site " http://recantodasletras.uol.com.br/autor_textos.php?id=6199 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DULCE VALVERDE
Estados Unidos, 46 anos
390 textos (10859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:24)
DULCE VALVERDE