Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entregar-te-ei meu Coração


Embrulhar-te-ei meu coração de presente,
Venceste-me com o teu sorriso sincero,
Jogarei fora a minha armadura de ferro,
Devolveste-me a real felicidade ausente.

Almejar-te-ei como musa inspiradora,
A minha espada guardarei para sempre,
Pois a minha alma encontra-se contente,
Com a tua honrosa atitude consoladora.

Entregar-te-ei todas as riquezas do meu castelo,
As jóias, as pulseiras e os diademas de puro ouro,
As vestes das nobres e os calçados em ornado couro,
Pois conquistaste-me apenas com o teu sorriso sincero.

Admito, meus servos, sucumbi perante tal mulher,
Perante ela baixei a minha guarda, tirei o meu colete,
Atitude que nunca faria perante os bárbaros do oriente,
O amor venceu-me sem derramar uma gota do meu sangue azul,
Abateu-me severamente, estou desprotegido, deixou meu corpo nu,
Agora sou escravo de um forte sentimento. O que me fizeste, Estér?




Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 07/08/2006
Reeditado em 19/08/2006
Código do texto: T210836
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55946 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:10)
Fábio Pacheco