Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

essas sensações

Um passeio ao sol,
de mãos dadas com a esperança....

Um sorriso nos lábios,
a esperança,
Um novo amanhecer, luzes no horizonte,
tão bonito,
o frescor da manhã,
Sons de pássaros,
música clássica...
pés sobre a grama macia...

Ilusões, essas sensações,
meu dia,
teu dia,
tudo tão diferente...

Sufocamento, esgotamento,
cansaço,
desatino,
salvos apenas por um gole de vinho...

Caminhamos por estradas longas e vazias,
cimento, asfalto, tudo tão frio e vazio,

Quando eu canto e falo de rosas,
eu quero imaginar que seja assim,
ao menos um dia,
Quanto eu falto e canto,
do desencanto,
eu falo do meu dia-a-dia...

Amanhecer e receber,
em sua porta,
alguém lhe entregando flores,
dever ser muito bom,
homem ou mulher,
seja o que for...

Mas eu não sei,
nunca recebi...
Apesar de muitas enviar...
E quem as recebeu,
sorriu, chorou,
de mim lembrou...
mas nunca me mandou...

Tenho em minha mente,
uma música linda,
tenho comigo uma melodia harmoniosa,
onde os sons falam de amor e vitória,
de paixão e alegria...
Mas essa música só eu ouço,
só eu canto...

Todo amor é diferente,
o que a gente sente, é sempre mais e maior,
não conseguimos compreender,
o modo da outra pessoa amar...
pra quê,
Ficar distante,
sofrendo,
só lembrando,
se pode ficar lado a lado,
sentindo a pele, o contato,
beijando e sendo beijado,
desejando e sendo desejado...

Cada nuven que passa,
é um novo amor que nasce,
Cada noite que chega,
é outra lembrança que aparece,
e no vazio das madrugadas,
a caneta e a música clássica,
são companhias da memória,
trazendo lágrimas e mais dor ao coração...

Caminhar sozinho é tão triste,
Cantar baixinho é loucura,
amar distante não tem sentido,
o bom é poder abraçar,
sentir o cheiro,
o carinho,
e desaguar todas nossas emoções
em corpos suados, extenuados,
pelo movimento das contrações...

Amo,
amei,
não sei,
se fui amado...
Não compreendo o amor,
que não quer ser amado,
será que esse é o que mais vale?


Ivair Antonio Gomes
Enviado por Ivair Antonio Gomes em 03/09/2006
Código do texto: T231639

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o email xstranho@pop.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ivair Antonio Gomes
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 47 anos
169 textos (104797 leituras)
8 áudios (23947 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:55)
Ivair Antonio Gomes