Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imagens de Crepúsculo

Cambaleávamos como dois amadores
pela grama fofa dos pastos de teu pai.
Tua pele, inda alva e virgem, ressoava
às carícias da brisa vespertina.

Ao fundo, dois sóis nos conduziam,
sete luas no pálio nasciam.
E na tenra fantasia de nossas almas
era o mundo real que nos cercava,
na infância fictícia que sonhava.

Naquelas tardes fui um Rei, um pássaro,
perdido em lamentos, afogado em risos
do teu mar de dentes brancos.
Meigo, suave olhar, infanto

Doce Aurora, inda lembro...
Fresco na memória do crepúsculo
que no frenesi do adeus choravas baixinho
"Lágrimas desobedientes" - justificavas.
Sim, eu sei. Agora eu sei.
Tiago Inforzato
Enviado por Tiago Inforzato em 16/09/2006
Código do texto: T241772

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tiago Knoll Inforzato). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago Inforzato
Umuarama - Paraná - Brasil
84 textos (34754 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:20)
Tiago Inforzato