Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM SONHO NÃO DEVE

À ti, porque não posso deixar de ser inspirado por Ti e pela tua imensa e bela poesia
                     UM SONHO NÃO DEVE
Ter quem lhe corte
As asas
Pois se não o deixam voar
É o princípio do fim
Da morte
Da alma

Um sonho não deve

Ser tratado
Como um mero produto
De consumo de massas
Um sonho é único
E devemos por tal
Dar aos céus nos quais acreditamos
Supremas graças

Um sonho não deve

Ser enxovalhado
É demasiado belo
E querido
Para desta forma
Ser tratado

Um sonho não deve

Ser utilizado
Na eterna luta
Entre a razão e o coração
Porque ambos possuem
Alguma parte da verdade
E o sonho só lá deve estar
Para dar a ambos
Uma certa equidade…

Um sonho deve

Ser amado
Como um homem ama
Uma mulher
Ou uma mulher ama um homem
Ou como se amam
As coisas belas da vida
Com todo o carinho
E suprema admiração
O amor
É demasiado querido
Para ter que viver em reclusão
Por isso calem-se
Quem os sonhos
Querem banalizar
Sonho com orgulho
De todas as formas
E nunca ninguém
Me há-de parar
De sonhar!
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 27/09/2006
Código do texto: T250658

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170340 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:47)
Miguel Patrício Gomes