Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À SOMBRA DAS PALMEIRAS

Em quarenta e dois passos nas areias
vi as marcas dos inocentes
que por aí andam: estrelas cadentes;
ainda demonstram ter sangue nas veias...
Em quarenta e dois passos nas areias
milhares de vidas cessaram, num grito,
em dia marcado na História, em negrito:
vence a Taturana, o veneno das teias!
Em quarenta e dois passos nas areias
busquei no silêncio a vida, a mais vera!
Quase me convenço disso uma quimera
se não fosse o soprar dos ventos, sem peias!
Em quarenta e dois passos nas areias
busquei o sentido no tufão caótico -
que o mundo vem sendo o seu maior protótipo! -
vi a salvação no amor, na união - as candeias!...
Em quarenta e dois passos nas areias
vi as minhas marcas tão embaralhadas
com rumos de inda e de vinda embrulhadas...
de outros trajetos compondo redes de cadeias...
Em quarenta e dois passos nas areias...
parando, afinal, sento-me em frente ao mar,
e imersa nas brisas que me acariciam no ar
ouço as vozes distantes das vidas primeiras...
Mas...são quarenta e nove passos nas areias!
Acrescenta a confusa presença ausente de alguém
que me acena, bem quando não havia ninguém!...
e seguimos, felizes, à sombra airosa das palmeiras...

Com ternura,
a você, meu atemporal enredo "basco",
F.H.L.

em 1984




DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS. PROIBIDA A REPRODUÇÃO, CÓPIA OU PUBLICAÇÃO SEM A EXPRESSA AUTORIZAÇÃO DA AUTORA.





Christina Nunes
Enviado por Christina Nunes em 29/09/2006
Reeditado em 29/09/2006
Código do texto: T252056
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Christina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
569 textos (125833 leituras)
8 e-livros (5720 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:53)
Christina Nunes