Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

com som em
http://www.moacirindio.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=252493

DUENDES

assim foi lá, numa inglesa charneca,
que vi duendes dançando uma valsa.
todavia, um deles, levado da breca,
trocou a música leve pela tal salsa.

logo os dançantes se entreolhavam,
e procuravam saber o que ocorrera.
já o duende e outros gargalhavam,
porém a alegria da Noite ali morrera.

eis que a Rainha das Fadas surge,
seguida do cortejo de Seus áulicos.
a voltarem à alegria todos Ela urge,
que todos os sons sejam bucólicos.

castigo impõe ao duende endiabrado,
e a mim, também!, por tê-La espiado.


Moacir et Selena 2006
brilhe a vossa LUZ!


'Vamos, agora uma ronda e uma canção feérica!'
Titânia, rainha das fadas, ato segundo, cena II,
em "Sonho de uma noite de verão", do inglês,
dramaturgo, William Shakespeare (1564-1616).

Moacir et Selena
Enviado por Moacir et Selena em 29/09/2006
Reeditado em 29/09/2006
Código do texto: T252493

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome dos autores e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moacir et Selena
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
736 textos (71196 leituras)
8 áudios (1059 audições)
5 e-livros (2339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:45)
Moacir et Selena

Site do Escritor