Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TENHO SAUDADES


Do teu beijo
À beira mar
Afecto que partiu para longe
Depois de o receber
E não sei
Se um dia
Irá voltar

Tenho saudades

De me perder
Na chuva de verão
Molhado pelos tempos passados
Na inocência
De não saber
Ou de não se importar
Dos tempos que virão

Tenho saudades

De me deitar
Horas a fio
Debaixo de um enorme carvalho
A sentir a natureza
Sem sentir um tempo
Perder-me nessa enorme beleza

Tenho saudades

De ler um livro
Pelo qual me apaixonei
Sobre uma relva quente de verão
Porque esse tempo lá ficou
Comigo
E eu com ele
Sem tempo
Lá fiquei

Tenho saudades

De beber
A água pura
Numa montanha
Sem medo
Dela
Sem recear
Os químicos que ela não contém
Tenho saudades
Dos tempos de pureza que eu nunca observei

Tenho saudades

De observar à noite
O grande universo
Perder a conta
Às estrelas vistas
E deixar-me esmagar
Por esse infinito
Até amanhecer
E assistir a outra
Bela aurora
Na inconstância
De um tempo
Que passa
Tempo que demora
Sem ligar nenhuma a isso
Do que se segue
Do que se está para seguir
Tenho saudades
De me perder
E de não me interessar
Minimamente
Para onde tenho que ir

Tenho saudades




Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 06/10/2006
Código do texto: T257696

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170341 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:50)
Miguel Patrício Gomes