Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MUTAÇÕES

Mutações
Tarcísio R. Costa
 
 
O sol cai, submisso à sombra fria da noite...
Reluto em acreditar,
fico confuso...

Há, nesse momento,uma inversão de valores!
 
Nada me embevece,
não me encantam as estrelas...
Fico a contemplar o meu próprio pensamento,
que escapa e some...

Fico no "mundo da lua",
meu raciocínio falha,
vejo os jardins apinhados de pirilampos,
assustando as borboletas,
que dormem e se confundem com as flores.
 
O beija-flor foi para o seu ninho
numa velha árvore desprezada,
que já deu tantas flores
e recebeu tantos beija-flores...

Ali, é a sua morada,entre galhos secos,
sem cores.
 
Vem o sol e, novamente, há uma mutação...
Chega uma nuvem de borboletas,
assustam-nas os colibris...
Todas querem beijar as flores...


O orvalho frio se desprende,
e as despertam...
Elas passaram a noite desfalecidas...
 
É um novo dia,agora tudo é alegria,
momento em que, com o coração do poeta é brindado com a inspiração,
e transforma tudo em poesia.

Tarcísio Ribeiro Costa
Tarcísio Ribeiro Costa
Enviado por Tarcísio Ribeiro Costa em 14/10/2006
Código do texto: T264239
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tarcísio Ribeiro Costa
Brasília - Distrito Federal - Brasil
547 textos (34204 leituras)
14 e-livros (613 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:30)
Tarcísio Ribeiro Costa