Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTAÇÃO CAMPO

O campo fértil dorme.
Talvez esteja sonhando,
E enquanto dorme, cresce!

Margaridas silvestres
Abrem-se cândidas
Além das sempre-vivas.

Da cor da gema,a flor da serralha
Medra rapidamente oferecendo
Pólen e néctar aos insetos,
Antes que o dente-de-leão rompa-se
A viajar com o vento.

Sensível agora é o rosto da brisa
Roçando a relva, as formigas,
E a  plumagem das aves,
Sem tirar  a purpurina das borboletas
E o rumo dos besouros.

Severo foi o inverno, a vigília,
Branda é a primavera.
O campo descansa agora
Enquanto tudo floresce.

As ovelhas pastam serenas,
Os pássaros partem as sementes,
O sol apetece!
O campo dorme enquanto cresce.


SBC-SP-José Alberto Lopes®
31/10/2006
José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 31/10/2006
Reeditado em 28/11/2011
Código do texto: T278857
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
594 textos (36575 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:59)
José Alberto Lopes