Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***Estou tão só...

***Estou tão só...



Não sou uma pedra, que triste chora
O seu destino estrada a fora
Vendo o mundo sempre girar
E presa ali no mesmo lugar...

Sou um ser humano de carne osso
Tenho ambições, sonhos e planos...
Não sou uma sombra jogada as traças
Contando estrelas pro tempo passar

Estou aqui, neste deserto
Cheio de gente mas ninguém me vê
Sem teu carinho, sem teu afeto
Estou tão só... Estou tão só
Sinto que sou menos que nada
Tão desprezível que ninguém vê...

Autoria: Nadir Vilela
(direitos autorais reservados)
Em 01-11-2006 Brasil-Itatiaia-Penedo

Nadir Vilela Poetisa
Enviado por Nadir Vilela Poetisa em 01/11/2006
Código do texto: T279276

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir Vilela Poetisa
Itatiaia - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
572 textos (84745 leituras)
63 áudios (23024 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:02)
Nadir Vilela Poetisa