Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nascedouros

Meus poemas me expõe,
desnudam, desmascaram.
Me emocionam!
São momentos de choro e riso,
meus “pit-stops” para a reflexão!
Paradas para o auto-conhecimento,
para entrar em contato comigo mesma.
Quem acha que me conhece,
me desconhece ao me ler.
Quem não me conhece,
Com certeza me descobrirá
e escolherá ou não me conhecer.
Meus poemas são “cara limpa”,
não tem máscaras ou disfarces.
São o espelho do meu “eu” mais profundo,
aquele “eu” que muitas vezes oculto,
insisto em não entrar em contato.
Eles refletem no mundo exterior
o que sou internamente.
Não passam pelo racional,
afloram feito nascente,
brotam através das emoções,
diretamente da alma.
Fernanda Maria
Enviado por Fernanda Maria em 05/11/2006
Código do texto: T283246
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Maria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
92 textos (6748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:18)
Fernanda Maria