Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conflito íntimo. Um poema medieval.

Autor: Daniel Fiúza
31/07/1975


Ser feliz eclético humanista
Em fértil fábula cênica em devaneio
Confisco da paixão, cativo do meu sonho,
Algemas me escravizam, estático me incendeio.

ll

A confissão confusa conquista o litígio
Hordas equivocadas semeiam o monumento
A dádiva do encanto entrelaçada enfatiza
A estratégia da batalha alusiva ao sentimento.

lll

Conflitos contribuem em espasmos fados
Mistérios de angústias lívidos a decifrar
Envaidecido adepto da cadente estrela
No casuísmo do delírio o magnífico despertar.

lV

A câmara hermética prende em si a alma
Em ecos faiscantes a fascinante saudade
Exalta em disparates, gestos de loucura,
A grandeza sideral esconde a lírica verdade.

V

A cápsula cabível giratória veste o fato
Nos agasalhos das escuras noites abissais
O tétrico torpor aterrorizando a mente
Jogando o credo em abismos colossais.

Vl

O maravilhoso canto semeando a luz
Caminhos magnéticos apontam a saída
Sinais destinatários dos românticos
Insinuantes credos anunciando a vida.

Domfiuza
Enviado por Domfiuza em 12/11/2006
Código do texto: T289615
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Domfiuza
Santa Barbara D'Oeste - São Paulo - Brasil
1103 textos (142715 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:15)
Domfiuza