Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem sou?

Havia um tempo em que me despia
Havia um tempo em que eu era cru.
Havia alegria, gargalhadas soltas!
Havia impulsos sem pensar em dor

Havia energia para qualquer coisa
Havia mil sonhos comuns das crianças
Havia mais dúvidas sobre um futuro
Havia incerteza envolta em esperança

A via que transitei me podava
A via-crúcis só se iniciou
Abstraia-me às negações da vida
Que adviria da ilusão perdida

Estranho universo, o real.
Pesados os fardos me posto às mãos
Projetos antigos não valiam um grão

Apanhado pelo tempo
Debati-me em vão
Menino decrépito, ingênuo ancião.
Edbar
Enviado por Edbar em 15/11/2006
Reeditado em 15/11/2006
Código do texto: T291677
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
2870 textos (82797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:59)
Edbar