Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solo seco

A raiz sugou o que havia
Gotas de lágrimas, energia
Tanta sede sem suprimento
Mistura efêmera da alma nua
Perfume fino e escremento

Quem passa por aqui não deixa rastros
Nasce e morre, vive...
Piscina vazia, "cheia de ratos"
E todas as idéias são apenas fatos
Fotos, no album da vida que nunca tive

A luz no fim do túnel, fotossíntese
Beijos que não eram dela
Abraços de adeus
Cresço em solo seco a sua espera
Em breve alcançarei a cura, nos braços seus
Guilherme Lombardi
Enviado por Guilherme Lombardi em 19/07/2005
Reeditado em 10/12/2010
Código do texto: T35825

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guilherme Lombardi
Curitiba - Paraná - Brasil, 33 anos
152 textos (14480 leituras)
5 áudios (758 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:32)
Guilherme Lombardi