Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Touro Maiado

Lá do canto da mangueira
O boi maiado me cuida
Com olhos grandes embotados
Querendo avançar em mim

Eu, um pouco meio curvado
Na posição de correr
Boleio um laço na mão
Com as pernas tremendo assim

Ele assopra e sapateia
Jogando terra entre as pernas
Eu, com o coração Tuque! Tuque
Medindo artura da cerca

Me vem o porra-lôca do cachorro
Numa hora bem imprópria
Se enfia entre minhas pernas
E se põe doido a latir

O touro foi se inchando
Que nem sapo cururu
Babando e baixando o chifre
Como pá carregadeira,
E, tracionando as quatro patas
Descarrilhou pro meu lado

Foi correria e peidos
A cerca ficou baixinha...

Até hoje onde moro
Pra amenizar a cagança,
Me chamam de Zé Bufinha







José Mattos
Enviado por José Mattos em 29/07/2005
Código do texto: T38698

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.josemattos.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Mattos
Santa Rita do Pardo - Mato Grosso do Sul - Brasil, 52 anos
54 textos (2839 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:42)
José Mattos