Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um sonho...

Ser assim, como se é (triste)
Ah, o amor que não possuo...
Mas tenho um longo caminho...
Um longo sonho...
Com família, com amor e com vidas
Se elas me pertencem? sinto ser uma incógnita!
A família desta, destorcida e desdenhosa, civilização
Tenho sonhos... não os sei dizer...
São hieróglifos, escritos em um outro mundo...
Se estou confuso?
O que é ser confuso?
O que é ser...?
Sim, tenho sonhos...
Sonhos de amor, de família...
A minha... filhos...
Não os tenho... casamento?
Não sei o que significa...
Tenho sonhos...
Sonhos de glórias mortas pelo incontínuo,
Pela... pela guerra que sucumbe os gemidos de incompleta perdição
Incompleto é o sentimento do amor...
Da família... Vontades envolvidas nas suas potencias...
Família... filhos... futuro
Já há velhice no âmago do ser que ainda não completou seis anos...
Eu... eu tenho um longo sonho...
É tão complexo...
Vejo uma família, destruída, todos choram...
Há cheiro de incompreensão... não há amor deveras
Tem um passado, um presente e no futuro estarei velho...
Mas... mas o que se passou neste passado...
Tudo me intriga... a velhice
Ah, não, não!!!
Sim, um sonho... incompleto, de família ou desamor...
Quiçá! quiçá! quiçá...!

K Lorca
Enviado por K Lorca em 19/09/2005
Código do texto: T51956
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
K Lorca
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
105 textos (9936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:53)