Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRIMAVERA



           

 Naquele dia 23 de setembro
 O dia ficou maravilhosamente claro,
 o céu, levemente colorido,
 ornamentado de nuvens de brinquedo,
 que se faziam e se desfaziam
 num abrir e fechar de olhos.

 As flores se tornaram mais viçosas
 e desabrocharam antes dos primeiros raios de sol.
 A lua nova,
 que mais parecia um traço de giz
 na tela do firmamento, curiosa,
 fingiu que esqueceu de se recolher
 na hora marcada, e olhava, sonolentamente
 a transformação da Natureza.

 As estrelas se abalroavam,
 por trás das cortinas do espaço,
 extasiadas com a paisagem celeste
 e, de vez em quando,desfilavam
 entre uma e outra nuvem de brinquedo ...

 O mar   vestiu-se de calmaria
 para esperar o alvorecer da Primavera ...

 Havia música no ir-e-vir das vagas
 que davam cambalhotas,
 rodopiavam graciosamente
 e se enroscavam nas espumas rendadas,
 imaculadamente brancas,
 do mar de águas mornas e insinuantes.

 O sol, convidado de honra,
 se acordou mais cedo,
 tomou banho de cheiro,
 e desengavetou sua roupa de gala,
 há meses fora de uso,
 para recepcionar o surgir do novo dia,
 o desabrochar da nova Estação.

 Timidamente,  numa curva distante,
 um arco-íris se fez presente,
 com seus lindos anéis coloridos,
 para dar um encanto especial
 à longínqua esquina do infinito.

 E, naquele dia 23 de setembro,
 até as águas-vivas que anunciam perigo no mar,
 se tornaram amigas, sensíveis e inofensivas,
 porque era o dia da chegada da  Primavera  ...

 Maria Nascimento Santos Carvalho
  Site : www.marianascimento.net







Maria Nascimento
Enviado por Maria Nascimento em 31/08/2007
Código do texto: T633088
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Nascimento
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 72 anos
904 textos (45400 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 01:56)
Maria Nascimento