Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sonho da moça

Moça você chegou assim tão de repente
Quando a vida mesmo sem ele perceber se fazia obscura
Ele olhou você surgindo na penumbra
Olhou, mirou, fitou e não a reconheceu
E naquele momento foi como se portões abrissem
Suas armaduras caíram ao chão
E ele olhou em torno de si mesmo
Via-se agora desnudo e desarmado

Você moça, naquele momento assustou-se
Virou as costas e caminhou na direção contrária
Deu alguns inúmeros passos descompassados
Parou, pensou, refletiu e voltou como num passe de mágica

Ele sem saber o porquê encontrava-se emocionado
Sua voz estava trêmula, as palavras não saiam
Rodeavam ele tantas dúvidas
Sabia quem você era
Mas sua mente privava-lhe as lembranças

A magia que tomou conta do lugar
A fumaça num envolto de mistério
Transformou aqueles instantes em conto de fadas
Que lia quando era criança ainda

Ele tênuemente foi aproximando-se
Parou á sua frente
E você moça, sem querer recuava
E ele de impulso tocou-a
E você com o encanto do seu olhar, sem nada falar, disse tudo que ele precisava saber
Dava-se conta que a partir daquele momento já não era mais a mesma
Ambos não reconheciam á si próprios
 
E ali naquele lugar sem nome
Entre pensamentos e sentimentos confusos
O que vivia entre sono e sonhos
Materializou-se em um todo
Agora vocês eram os personagens reais
Com seus jeitos e trejeitos
Seus risos e sorrisos
Lágrimas e prantos
 
E com o mesmo encanto que tudo começou
Ali mesmo com seu jeito lúdico
Naquele lugar que sim era real
Acordou bruscamente
E viu a fumaça se desfazer em ciranda á sua volta
Tentava tocá-la, mas suas mãos não alcançavam
Tentou andar até ela, mas não existia mais chão
E tudo foi em vão
Pela janela de seu quarto saíram dançando
 
E restou ali o desejo de morrer
Para tudo aquilo tornar á viver
Debora Cavalheiro
Enviado por Debora Cavalheiro em 13/09/2007
Reeditado em 02/10/2010
Código do texto: T650632
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Debora Cavalheiro
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
234 textos (18777 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 13:15)
Debora Cavalheiro